Programa de Estágio no Centro de Pesquisa da Agroceres Multimix

Já imaginou ter a possibilidade de colocar em prática todo conhecimento absorvido durante o período acadêmico, em um lugar que respira tecnologia, inovação e reflete fielmente a realidade de um profissional? Esse é apenas um dos privilégios que o Centro de Pesquisas da Agroceres Multimix oferece para os futuros profissionais do agronegócio.

Um dos pilares que compõe o Núcleo de Tecnologia e Inovação da empresa, o Centro de Pesquisas “Professor José Maria Lamas da Silva” funciona como uma importante ferramenta para a obtenção de dados pertinentes à nutrição animal, uma responsabilidade de nível profissional.

O programa de estágio permite que o estudante obtenha conhecimento de diferentes espécies de animais, em diversos sistemas de produção. O objetivo é proporcionar aprendizagem por meio de práticas de manejo reprodutivo, sanitário e nutricional, assim como na condução de experimentos, através do convívio diário com profissionais das áreas de suinocultura, avicultura e bovinocultura. O programa tem duração de 3 meses, mas pode variar de acordo com a disponibilidade de horas do estudante.

Dois supervisores locais acompanham o desenvolvimento do programa, Lásaro José Pereira Junior é responsável pela parte administrativa (proporciona condições para realização das pesquisas e administração local), com formação em Medicina Veterinária, e Fernando Augusto de Souza é responsável pelos estagiários e pelas pesquisas realizadas no Centro (organização dos experimentos, distribuição, tabulação e análise de dados, etc.), com doutorado em Zootecnia.

Além disso, cada setor possui um consultor técnico que, através de visitas regulares, preza pelo resultado zootécnico e cuida para que sejam seguidos padrões de produção semelhantes aos do mercado.

Bruno Oliver Rosa, supervisor geral do Centro de Pesquisa, garante que não há no Brasil, um modelo de programa de estágio tão completo, capaz de englobar vários segmentos em um único lugar. “O nosso plano de atividades permite que o estudante acompanhe de perto a realidade das diferentes espécies de animais. Seja na área de aves, bovinos ou suínos, a ideia é fazer com que o estagiário conheça as particularidades e desafios de cada segmento de forma prática, para então, descobrirmos o potencial do estudante em determinada área”, explica.

As instalações:

O Centro de Pesquisas da Agroceres Multimix está localizado em Patrocínio-MG. Já foram realizados mais de 90 experimentos em bovinocultura de corte, avicultura e suinocultura. Em 2017 iniciaremos as atividades com bovinos leiteiros. Nosso plantel anual conta com: 35000 aves, 5000 suínos e 500 bovinos de corte no intuito de testar e validar nossas soluções desenvolvidas para o campo, em escala comercial.

São 56 hectares bem aproveitados e uma estrutura subdividida que compreende: bovinocultura de corte, confinamento com 24 boxes; avicultura, com 5 galpões subdivididos em frangos de corte, poedeiras, matriz e reposição; e suinocultura (ciclo completo). Em um futuro próximo, inauguraremos a estrutura de bovinos de leite.

Centro de Pesquisa “Professor José Maria Lamas da Silva”. Transformando conhecimento em solução aplicada.